Desafios são comuns no mercado de trabalho e, graças a eles, muitas mudanças aconteceram ao longo dos anos. Assim como as mulheres conquistaram espaços em diversas áreas do conhecimento humano, a tecnologia para garotas é um novo nicho que vem despertando o interesse delas, apesar do predomínio de homens no setor.

Sabendo-se que a representatividade da mulher ainda é pequena na criação de games, programação, Tecnologia da Informação (TI), entre outros, mostraremos, neste post, que é possível vencer os desafios de olho no sucesso profissional. Confira!

Por que a tecnologia para garotas ainda tem pouca participação?

A tecnologia para garotas ainda é um ambiente carente em razão de fatores culturais que se perpetuaram por várias gerações. Isso porque os meninos já eram familiarizados com o universo dos computadores e games na infância há muitos anos, enquanto as meninas geralmente ganhavam outros brinquedos, como bonecas ou casinhas.

Apesar disso, a situação vem se modificando por conta das mudanças comportamentais e também pelo fato da questão de gênero ser tão debatida na atualidade e valorizada de acordo com as escolhas de cada pessoa.

Sendo assim, a representatividade da mulher atinge hoje apenas 25% da força de trabalho na indústria digital, assim como, há estatísticas baixas nas matrículas em cursos de graduação como ciências da computação, matemática ou engenharia.

Entre os motivos que explicam a situação, além dos já citados, podemos evidenciar a discriminação por conta do gênero, as diferenças salariais e até mesmo a baixa autoestima em razão dos homens dominarem o setor.

Como vencer o desafio para aumentar a presença das meninas na tecnologia?

Mesmo com as questões contrárias, o mercado no setor de tecnologia é altamente promissor às mulheres. Isso porque há interesse delas em fazer parte desse universo e muitos pais já vem investindo em uma sólida formação logo nos primeiros anos de vida.

Com o melhor acesso às escolas de programações, assim como, com bons equipamentos, inúmeras meninas estão criando gosto pelo mundo dos games, dos softwares, aplicativos e afins.

Essa tendência é resultado da atual sociedade tecnológica que não vive sem estar conectada. As mulheres são mais analíticas, têm maior comprometimento e, muitas vezes, conseguem ter um olhar mais apurado. Elas estão nascendo digitais assim como os meninos, ou seja, a tendência é que as estatísticas cresçam a favor delas.

Para elas aumentarem a participação na área, nada melhor do que o incentivo por meio da educação complementar. Por isso, ao observar que uma filha tem aptidão para os números, cálculos e tecnologia, nada melhor do que os pais investirem em uma sólida formação direcionada para o setor tecnológico.

De que maneira a capacitação ajuda a mudar o quadro?

Atualmente, o conhecimento rompe barreiras e derruba preconceitos. Dessa maneira, a tecnologia para garotas é uma realidade que vai crescer imensamente no mercado de trabalho.

Portanto, uma escola de empreendedorismo, por exemplo, pode abrir um mundo de possibilidades paras as meninas em um ambiente totalmente descontraído e livre de discriminações.

Ao matricular seu filho ou filha em uma escola que tenha um espaço aberto para ambos os sexos, com uma equipe qualificada em diversas áreas, como marketing digital, desenvolvimento de games, robótica educacional, entre outras, certamente haverá uma capacitação totalmente alicerçada nos principais desejos das grandes empresas.

Assim, certamente a tecnologia para garotas vai ganhando cada vez mais espaço, fazendo com que as meninas estejam sintonizadas para encarar um mercado de trabalho competitivo e altamente exigente. Preparadas, elas vão longe!

E aí, viu como uma formação em tecnologia é importantíssima? Então aproveite para entrar em contato com a nossa equipe e conheça os diferenciais Quantum Space!