Em um mundo cada vez mais globalizado, saber inglês é uma necessidade nos currículos profissionais. Agora, estamos diante de uma nova realidade: a era digital. Com ela, cursos de linguagens de programação para crianças ganham tanto destaque como os de um segundo idioma, sendo uma das habilidades do século 21.

Afinal, são os códigos de programação que permitem a comunicação entre humanos e computadores, algo que já é extremamente presente em nossa sociedade e cuja relevância só tem tendência a aumentar. Por isso, os pais que proporcionam o aprendizado dessas linguagens desde cedo estão ajudando seus filhos a conseguirem destaque no futuro. Entenda!

O que são as linguagens de programação?

As linguagens de programação são justamente “idiomas” que permitem a configuração de computadores. É por meio de códigos que os seres humanos conseguem dar comandos às máquinas, que, por sua vez, interpretam os dados e executam funções.

Ao contrário do que pode parecer, os códigos de programação não estão nada distantes da nossa realidade e muito menos são destinados apenas a grandes empreendimentos de robótica. Na verdade, todos os sites, jogos, aplicativos, softwares e animações que utilizamos em nosso dia a dia são fruto de linguagens como Python, Java, C++ e Ruby.

Por que elas podem ajudar seu filho a se destacar no futuro?

Se, para os adultos de hoje, saber o que é um código-fonte, um programa executável ou um código-objeto não faz tanta diferença assim, para os adultos do futuro, fará. Afinal, estamos cada vez mais imersos no mundo digital e muitas profissões terão essa demanda.

Segundo um estudo da Dell Technologies para o Instituto para o Futuro (IFTF, na sigla em inglês), 85% novas profissões relacionadas à transformação digital vão surgir até 2030. Então, a habilidade com programação já deixa as crianças um passo à frente na construção de um perfil de destaque para o futuro profissional.

Por isso, em entrevista à BBC Brasil, Stephanie Shirley, que é uma especialista em tecnologia da informação reconhecida mundialmente, diz que ensinar linguagens de programação para crianças é evitar o analfabetismo do futuro.

Para ela e outras autoridades no assunto, essa é uma das habilidades do século 21 e que pode, até mesmo, entrar nos currículos escolares obrigatórios. Até porque o aprendizado de programação está muito alinhado ao conceito de cultura maker, que ganha cada vez mais destaque no universo educacional.

Ainda, as crianças têm uma capacidade maior de assimilar novos conhecimentos do que os adultos. Sem contar que atualmente elas são nativas digitais — a chamada geração Z —, portanto, estimular o contato com programação desde cedo é uma ótima pedida.

Quais são as vantagens para o desenvolvimento infantil?

Além de adequar os pequenos às demandas do futuro, o aprendizado das linguagens de programação favorece o desenvolvimento cognitivo, incluindo:

  • raciocínio lógico — desenvolvimento da capacidade de análise lógica e crítica de dados na criação de códigos;
  • criatividade — criar jogos, aplicativos e softwares exige que os pequenos coloquem a criatividade em ação;
  • resolução rápida de problemas — com o conhecimento em programação, as crianças conseguem pensar em soluções digitais para problemas do cotidiano;
  • interesse pelo aprendizado — descobrir um novo mundo de possibilidades com o uso dos códigos de programação estimula a curiosidade e o desejo de aprender;
  • afinidade com tecnologia — aprender desde cedo a programar permite que, na vida adulta, a aquisição de novos conhecimentos digitais seja natural e ágil.

Enfim, investir em cursos de linguagens de programação para crianças é ajudar os pequenos a desenvolverem habilidades muito importantes para o futuro na era digital. Sendo um conhecimento cada vez mais valorizado, proporcionar esse contato desde cedo é uma ótima iniciativa.

Sabia que a Quantum Space é uma escola de programação com metodologia diferenciada para crianças? Entre em nosso site e conheça nossos cursos!