Com a pandemia, o modelo de educação tradicional foi obrigado a mudar. Com isso, começamos a ouvir muito sobre o Ensino Híbrido. Mas afinal, como funciona esse tipo de metodologia? Será que ela realmente funciona para crianças e jovens? Saiba neste artigo!

O que significa Ensino Híbrido?

Basicamente, o modelo une a educação presencial, que ocorrem em sala de aula com o mundo online, que utiliza a tecnologia para promover o ensino.

A ideia é que seja possível ensinar e aprender em tempos e locais diferentes. Inclusive, essa metodologia já é utilizada no Ensino Superior.

É importante relembrar que essa metodologia utiliza outras complementares, como sala de aula invertida, gameficação, B-Learning e muitos outros. Isso porque as novas modalidades sempre buscam integrar as tecnologias com o mundo educacional

Quais os benefícios?

As crianças e adolescentes da atualidade nasceram em um era totalmente conectada. Seja por smartphones, tablets, computadores e até mesmo smart TV, mantém os jovens conectados em ambiente virtual. Por isso, esse modelo não seria “novo”.

Outro benefício do ensino híbrido é a possibilidade de personalização do ensino para a aprendizagem dos estudantes. O aluno também protagonista de sua própria educação.  Isso porque, devido à liberdade de escolher onde irá assistir a aula e em qual horário, ele aprende a se comprometer e a organizar seus horários.

Como é feita a implementação?

Uma das tarefas mais importantes é o planejamento de aula do educador. É importante pensar em como tornar a explicação mais simples e quais seriam as possíveis dúvidas dos alunos.

O educador também precisa estar familiarizado com as tecnologias, o ambiente virtual e o sistema utilizado para o ensino online. Essa adaptação é importante para, caso aja algum problema ou dúvida dos alunos, o educador possa auxilia-los.

Um dos modos mais utilizados é através de situações-problema, onde o objetivo é que o aluno complete um desafio. É possível usar aqui o conceito de gameficação, para que o desafio se torne mais atrativo.

Outra questão importante é sobre as ferramentas de estudo disponíveis para o aluno. Pense: o que ele precisa ter em casa para acompanhar essa aula ou realizar essa atividade? Aqui vale incluir: computador, internet, celular, caderno, caneta e etc.

Muitos educadores utilizam as aulas presenciais para explicar a matéria e garantir que os alunos tenham entendido e depois, no ambiente virtual, criam a tarefa ou desafio.

Como os pais podem ajudar?

É importante que, pelo menos no início, os pais possam dar o suporte necessário para as crianças. Essa ajuda vale na resolução do desafio, estipular um horário da realização da tarefa e disponibilizar um ambiente que contribua para a concentração. Com um tempo, a rotina se tornará um hábito para o jovem.

Você pode conhecer mais metodologias ativas que podem integrar o Ensino Híbrido aqui no blog da Quantum! Basta pesquisar o conteúdo em nossa lupa ou clicar nos hiper-links presente neste texto.