Estimular crianças e adolescentes a tomarem gosto pela leitura é uma missão importante, que deve ser abraçada tanto pelos pais como pelos educadores. Afinal, a leitura melhora o desenvolvimento do cérebro e o desempenho na escola e é fundamental na formação de adultos com senso crítico.

Então, como incentivar a leitura dos pequenos frente tantas distrações?

Uma das dúvidas dos adultos envolvidos na educação infantil é saber como promover a presença dos livros na rotina de crianças e adolescentes. Neste artigo, reunimos dicas essenciais que podem lhe ajudar nesse sentido. Confira o que preparamos!

1.Comece cedo

Não existe idade certa para apresentar às crianças o universo da leitura. Aliás, isso pode ser feito desde a gestação. Ainda na barriga da mãe, é possível começar a incluir a convivência com histórias e livros, afinal é comprovado que o bebê pode escutar os sons do ambiente externo. É muito importante associar este momento a tranquilidade e afeto.

Após o nascimento, apresente livros coloridos e leia histórias em voz alta. Narre cenários e trechos dos livros. Transforme os momentos de leitura em uma atividade em família. Dramatize as histórias para os pequenos, simule vozes, crie cenários, deixe que a criança interfira e faça sugestões. É um momento de dar asas à criatividade.

2.Frequentem livrarias e bibliotecas

Leve seus filhos às livrarias, bibliotecas, bienais, feiras de livros e outros espaços culturais que favorecem a leitura. É uma forma importante, inclusive, para as crianças continuarem a aprender fora da escola. Nesses eventos é comum a presença de autores, ilustradores, contadores de história, além de vasta programação relacionada à leitura.

Essas experiências permitem que os pequenos tenham outra perspectiva em relação aos livros. Além disso, frequentar bibliotecas é uma excelente forma para a criança compreender obrigações e responsabilidades. Ela terá em mãos um livro que vai servir de leitura para muitas pessoas, o que exige cuidado e organização.

3.Ofereça diferentes tipos de texto

Normalmente os livros apresentam recomendações específicas para cada faixa etária, porém não se prenda a elas. Ofereça diferentes tipos de textos, como quadrinhos, artigos, e poesias.

E não estranhe o interesse do seu filho em enciclopédias ou livros de receitas, por exemplo. Essas publicações podem ser atrativas por diversos fatores, como pelas imagens, o assunto ou mesmo fazem parte do gosto da pessoa que está em desenvolvimento.

Se o assunto é livre para todas as idades, não há problema em permitir.

4.Respeite o gosto da criança

Não tenha preconceitos pelo gosto literário do seu filho, principalmente dos adolescentes. Um adulto pode não gostar do tema por não fazer muito sentido à sua vivência, mas no universo deles alguns livros se adequam totalmente, tornando-se inclusive um elemento de integração social.

Geralmente o gosto nessa faixa etária tende a ir para um único gênero. Cabe aos pais incentivar a leitura, mas oferecer, também, outras opções. Recomenda-se sempre observar e entender esses interesses.

5.Seja exemplo para incentivar a leitura

Crianças precisam de exemplos, e cabe aos pais oferecê-lo. Deixe as crianças perceberem que a leitura é um hábito na sua vida. Fale sobre o que lia quando tinha a idade deles, mostre as suas histórias preferidas, converse sobre o que você está lendo agora. Busquem juntos o prazer pela leitura.

É importante ressaltar que as tecnologias podem ser boas aliadas no processo de incentivo à leitura. Existem muitas ferramentas no mercado que podem ajudar nesse sentido, como aplicativos e livros digitais.

Gostou das nossas dicas? Agora que você já sabe algumas dicas de como incentivar a leitura, compartilhe nosso post nas redes sociais! Seus contatos podem também ter interesse no assunto.